Ir para o conteúdo principal
logoImage

Brazil

Comidas Africanas: influências na culinária brasileira

As comidas africanas têm grande influência na culinária brasileira, principalmente na Bahia, pois o estado é o que mais conta com a população negra pelo país. Por isso é que a cultura baiana tem marcas que resultam na junção afro-brasileira que contemplam essa influência desde quando os negros provenientes da África desembarcaram no solo brasileiro.

 

Fato é que os alimentos trazidos pelos africanos bem como as especiarias foram as responsáveis por trazer diversificação aos pratos preparados em solo baiano. Contudo, como não tinham todos os ingredientes à disposição, foi preciso fazer adaptações sem deixar de lado não só a influência africana como também dos índios e dos imigrantes que vieram de Portugal.

 

Quer saber mais sobre essa culinária que é tão saborosa e cheia de história? Então, confira esse conteúdo que vai te deixar com água na boca!

Qual é a comida típica africana?

Linguiças de fazendasCarnes de cortes especiais e exóticasEspetosArroz coloridoArroz DobradinhaCarneQuitandinhas (doces, pães e tortas)

Comida típica da África do Sul

Bobotie: é um prato típico da África do Sul. Ele tem como base a carne moída que pode ser de cordeiro ou de boi. O tempero dela deve ser feito com especiarias e curry. A cobertura é feita com leite e ovo e levada ao forno para assar. O Bobotie era o prato favorito de Nelson Mandela.Biltong: é conhecido como um dos mais famosos petiscos do país. Ele é muito consumido durante jogos de futebol, rugby e críquete. Ele é bem parecido com a carne-seca do Brasil.

As tiras de carne são colocadas no sol para secar. É possível fazer o prato com carnes vermelhas e, ainda, com carnes de animais que foram caçados como avestruz e javali.Boerewors: é a salsicha tradicional da África do Sul. O nome do prato pode ser traduzido como “salsicha de fazendeiro”. A preparação pode ser feita a partir de carne de cordeiro, porco ou de boi e temperada com especiarias.

Ela é grelhada e servida no interior de um pão, remetendo ao tradicional hot dog, com o acompanhamento de uma guarnição parecida com a polenta brasileira chamada de Pap.

Comidas típicas do Egito

Koshary: é uma comida típica de rua do Egito. Ela pode ser chamada também de Koshari ou de Kushari. O prato que é considerado nacional conta com a junção de diversos ingredientes como: grão de bico, arroz, lentilhas, macarrão, cebola frita e molho de tomate.Falafel: é um alimento também comum ao Oriente Médio, mas em solo egípcio a sua versão é própria, pois ela é feita com fava seca como substituto ao grão de bico seco. O prato ainda conta com salsa, endro, alho, cebola, cominho em pó e coentro. Para fritar, as balas de feijão podem ser empanadas em sementes de gergelim e servidas com pão sírio.Ful Mudammas: essa é outra comida popular e de rua. Ela tem como base a fava. Durante toda a noite, o feijão fica embebido. Depois de cozido, é colocado em uma tigela com salsa picada. Quem quer comer no café da manhã, pode adicionar ovos e pão. Ela ainda conta com um molho.

Comida típica da Argélia

Chakchouka: esse é considerado como o prato nacional da Argélia. Parecido com o ratatouille, os vegetais usados são o tomate e o pimentão, entre outros. O prato é finalizado com ovos mexidos.Chakhcoukha: Apesar dos nomes serem parecidos, eles são pratos diferentes. Também comida típica da Argélia, ele é formado com vários pedaços de pães que foram achatados e servidos juntamente com grão-de-bico e guisado.

Comidas típicas do Marrocos

Cuscuz Marroquino: um prato comum no Brasil e no Marrocos. Esse prato nada mais é do que bolas de sêmola pequenas que são cozidas com a ajuda de um vaporizador que faz parte de uma panela de metal que está cheia de guisado até que fique mole. Ele é servido, acompanhado de passas e de uma tigela de leite talho doce.Tagine: comida muito popular que tem seu nome relacionado a panela de barro com tampa diferente onde é preparada. Ela pode ser facilmente encontrada desde restaurantes famosos a barracas de comida. O prato pode ser de frango, vegetais, cordeiro ou carne de vaca. O preparo conta com inúmeras especiarias. Na hora de servir, uma fatia de pão acompanha.Sopa de caracol: essa é uma comida típica e cheia de sabor. Ela pode ser apreciada em diferentes barracas que estão por toda a parte no Marrocos. Para comer, será preciso utilizar um palito, pois é ele que vai ajudar a retirá-los das conchas. Depois, é só tomar o caldo.

Comidas Africanas no Brasil: pratos mais famosos e suas histórias

A culinária brasileira é marcada por diversas influências, afinal desembarcaram aqui não só imigrantes africanos como também da Europa e da Ásia. Fato é que a gastronomia africana tem presença marcante nos pratos brasileiros devido aos seus muitos cheiros, gostos e sabores. Assim, foi criada a culinária chamada de afro-brasileira.

  • Acarajé
  • Rabada com agrião e canjiquinha
  • Feijoada completa
  • Caruru
  • Mungunzá
  • Bobó de camarão
  • Acarajé com vatapá
  • Vatapá de inhame
  • Acarajé com vatapá, caruru, vinagrete e camarão
  • Ravioli de vatapá com pupunha e leite de coco
  • Feijoada light

Acarajé: comida africana que virou patrimônio cultural do Brasil

O acarajé é um prato que é considerado como patrimônio na Bahia, porque ele é definido como um símbolo da resistência na cultura africana em solo brasileiro. O prato nada mais é do que um bolinho de feijão-fradinho que é preparado de forma artesanal. Ele é temperado com sal e cebola e depois frito no azeite de dendê.Após isso, ele recebe o recheio do vatapá que consiste em uma mistura formada de castanha de caju, leite de coco, camarão e amendoim. O acarajé pode ser servido “frio” ou “quente”, ou seja, com pouca ou muita pimenta.Como é um bolinho, ele pode receber os mais variados recheios, podendo ser só camarão seco, salada, vinagrete, patê e até bacalhau, mas independentemente dele, a presença da pimenta deve ser marcante. O acarajé pode ser comido sem ajuda de nenhum talher e ele custa R$16.

Caruru

Uma receita muito saborosa e típica da Bahia, assim pode ser definido o Caruru. Sua origem é africana, mas há especulações ainda sobre os índios que aqui habitavam, pois eles faziam algo parecido usando taioba e outras plantas.Esse prato consiste em um refogado de diferentes ervas que é usado para acompanhamento do prato principal que pode ser de peixe ou de carne. Ele é feito com camarão seco, azeite de dendê, pimenta-malagueta e quiabo.Qual a diferença entre caruru e vatapá?O caruru é um prato feito tendo o quiabo na base enquanto o vatapá é um creme feito à base de pão dormido.

Abará

O abará também é um bolinho feito a partir de feijão-fradinho moído. Seu modo de preparo é feito a partir do cozimento em banho-maria e depois folhas de bananeira são usadas para embrulhar.Ele é um prato que integra a culinária da África e da Bahia, pois a forma de preparo ainda conta com as tradições relacionadas às religiões que têm as matrizes africanas.  Na África, ele marcava presença nas festas religiosas e, ainda, nos rituais. No Brasil, eles eram vendidos pelas mulheres que ficam no Centro Histórico.Qual a diferença entre abará e acarajé?A diferença está no fato do abará ser cozido e o acarajé ser frito.

Feijoada

Apesar das pessoas falarem que a feijoada foi um prato “inventado” pelos escravos nas senzalas, essa informação não é verdadeira. Esse prato que conta com técnica europeia bem parecida com outros de países como França, Espanha e Portugal, surgiu ainda no final no século XIX nos restaurantes do Rio de Janeiro.Foi só depois de seu surgimento que ela recebeu o título de símbolo do Brasil, porque nela estão fundidas características tanto europeias como africanas. Normalmente, o prato conta com a mistura de feijões pretos e carnes de porco e de boi. Ela é acompanhada por farofa, pedaços de laranja e couve refogada.

Nos hotéis Mercure é possível vivenciar experiências gastronômicas tão peculiar dos pratos baianos, pois a equipe do hotel está pronta para indicar onde provar o acarajé, o abará, a feijoada e muito mais.Então, faça já sua reserva em um dos hotéis Mercure na Bahia e venha provar o melhor da culinária baiana. Além disso, é possível ainda aproveitar todos os benefícios que o nosso Programa de Fidelidade ALL Accor oferece com hospedagens com descontos, imersão cultural e acúmulo de pontos.

Descubra nossos hotéis Mercure

Outros endereços locais

A EXPERIÊNCIA MERCURE

Surpreendente. Espontâneo. Sustentável. O Mercure está enraizado na área local, permitindo aos hóspedes a liberdade de descobrir os arredores com estilo. Ao inspirar uma paixão pela exploração local de alimentos e bebidas, conectamos os hóspedes à singularidade de seu destino e ao modo de vida local.